Mais notícias

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Simpósio sobre Tráfico Humano na Prelazia de Tefé - Amazonas

Dos dias 22 a 24 de setembro foi realizado o simpósio sobre Tráfico Humano na Prelazia de Tefé, AM, promovido pela Cáritas. Contou com a presença das lideranças das diversas comunidades que fazem parte da prelazia. Foi assessorado pela Rede Um Grito Pela Vida, Regional Amazonas/Roraima.

 Pe. Pedro coordenador da Caritas da Prelazia de Tefé.
Num primeiro momento foi tecido um olhar sobre a realidade do tráfico humano em nível de Mundo, Brasil e da região amazônica, dando ênfase a realidade local, onde foi partilhado diversos casos de violação de direitos, principalmente a realidade do tráfico de pessoas para fins de exploração sexual e trabalho escravo. Para concluir este momento, ouvimos o depoimento de dois trabalhadores que foram vítimas do trabalho escravo, form aliciados em Tefé e  levados para o Rio Grande do Sul, com promessa de trabalho na empresa TLL Logística e ao chegarem lá se depararam com longa jornada de trabalho, alojamento em precárias condições, falta de alimentação e constante vigilância. No contato com a família conseguiram denunciar ao Ministério Público do Trabalho. A empresa mandou de volta a Manaus, fazendo a rescisão e as indenizações. Foi muito forte, a partilha dos trabalhadores, o que emocionou muito o grupo por se tratar de uma realidade concreta.

Num segundo momento, o Procurador do Ministério Público Federal, Dr. Francisco, contribuiu trazendo presente o papel do mesmo na região, se dispondo a contribuir em qualquer situação de violação de direitos, o grupo pode interagir tirando muitas dúvidas.

O terceiro momento foi o trabalho em oficinas onde foram aprofundadas as seguintes temáticas: tráfico humano, trabalho escravo, exploração sexual e drogadição, realidades estas com muitos desafios na região. Cada grupo construiu propostas para serem trabalhadas nas comunidades, tendo presente o processo de sensibilização e divulgação e prevenção, a continuidade da formação de lideranças que possam continuar realizando o trabalho, bem como a incidência política.

As lideranças continuarão trabalhando a temática do Tráfico Humanos, pois nesta região é necessário intensificar o trabalho de prevenção.
No dia 23 foi lembrado o dia Internacional contra a exploração sexual e tráfico de pessoas contra mulheres e crianças, com uma apresentação ao grupo da Pastoral do Menor, um momento muito significativo para todos os participantes.


Ir. Roselei Bertoldo trabalhando o tema do tráfico humano.
 Além das lideranças das comunidades, na noite do dia 22 estiveram presentes alunos da Universidade Estadual do Amazonas.
 Apresentação do grupo da Pastoral do Menor lembrado o dia Internacional contra a exploração sexual e tráfico de pessoas contra mulheres e crianças.
 Trabalhadores compartilhando a experiência de escravidão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário