Mais notícias

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Encontro de Formação realizado em Salvador aborda a Conjuntura do Tráfico de Pessoas no Brasil

A IV Etapa de Formação da Rede Um Grito pela Vida da Regional Bahia/Sergipe, realizada de 29 de abril a 1º de maio, trouxe como tema principal a Análise de Conjuntura do Tráfico de Pessoas no Brasil - Uma Visão Panorâmica sobre a Trajetória da REDE. O encontro foi assessorado pela Ir. Eurides Alves de Oliveira, Coordenadora Nacional da Rede.


A formação foi realizada no Convento São Francisco, no Pelourinho de Salvador (BA), reunindo um grupo de 30 pessoas (irmãs e leigas).

O Encontro Formativo teve início com a apresentação da missão da Rede no enfrentamento ao Tráfico de Pessoas no Brasil, focando a sua dimensão de libertação, a partir de uma abordagem de conjuntura sociopastoral, ou seja, uma missão para libertar. Em seguida, as participantes foram convocadas para dialogar, em grupos, sobre o que as incomoda e questiona, expressando por meio de uma imagem o entendimento sobre o tráfico humano.  

As imagens que se revelaram na dinâmica foram: camaleão; caminhochave do lado de fora; gaiola; olhos, boca e ouvidos fechados; floresta; olhos de sedução; Flores; e dragão.

Segundo Ir. Eurides, este tema é apenas “a ponta do iceberg de todas as vulnerabilidades e um dos maiores dramas humanos”. Recorrendo a diversas chaves de leitura, tais como "A escravidão moderna", "Mercado - Compra e venda de pessoas", "Violação da dignidade do ser humano em sua totalidade",  ela apresentou de forma criativa esse tema tão denso. 

Usando o recurso da Cartografia social, diante do mapa da Bahia e Sergipe, as participantes novamente se reuniram em grupos para explicitar quais são as modalidades e os locais em que se encontram o Tráfico de Pessoas nesses estados.

As modalidades encontradas foram:
  • Exploração sexual;
  • Trabalho escravo; 
  • Venda de órgãos; 
  • Violência doméstica; 
  • Casamento servil; 
  • Adoção irregular; 
  • Mendicância; 
  • Atividade ilícita;
  • e a última que está surgindo: Mulheres cegonhas.
Também houve um momento de reflexão sobre oferta, demanda e impunidade como elementos que criam e sustentam o tráfico de pessoas.


Para compreender melhor a problemática, foram apresentados diversos vídeos referentes ao tráfico de pessoas, revelando-o como uma questão complexa, que possui diferentes faces e diversas causas; resultado de uma sociedade com profundas desigualdades de classe, gênero, raça, etnia, geração, dentre outras. 

O encontro de formação trouxe ricos momentos que reafirmaram a importância do trabalho preventivo nas escolas com as crianças e adolescentes.  A Rede vem realizando um intenso trabalho de sensibilização por meio de materiais socioeducativos. As participantes do encontro também puderam se capacitar para mediar o Jogo Educativo REDE PELA VIDA - ENFRENTANDO O TRÁFICO DE PESSOAS, criado pela Rede com o objetivo de contribuir na prevenção ao Tráfico de Pessoas, chamando as crianças e adolescentes a conhecer e protagonizar o enfrentamento desta realidade criminosa que destrói os sonhos e as vidas de tanta gente. 

1º de maio

Em comunhão com todos os trabalhadores e trabalhadoras, e com o movimento pela Democracia, houve a  Celebração Eucarística e, posteriormente, abordou-se a história da Rede, sua missão, locais de atuação, bem como as Redes da América Latina e sua participação como membro da Rede Internacional Talitha Kum.


Nesta oportunidade, foi apresentada a Logomarca da Campanha Jogue a Favor da Vida 2016, animada pela Rede Um Grito pela Vida em todo o Brasil para sensibilização da sociedade no período dos Jogos Olímpicos, que serão realizados no Rio de Janeiro.

Este encontro de formação foi uma rica experiência para nós, pois, se de um lado nos angustia e inquieta, de outro nos fortalece. Percebemos que a Vida Religiosa Consagrada, juntamente com o laicado, vai tecendo pelo mundo as redes de enfrentamento ao tráfico de pessoas como caminho e horizonte de profecia.

Ir. Maria Beatriz Paixão, OSR
Articuladora da comunicação do Núcleo de Salvador da Rede

Nenhum comentário:

Postar um comentário