Mais notícias

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Rede Um Grito pela Vida em apoio à Walk Free

CONSTRUTORAS, PAREM DE ESCRAVIZAR OPERÁRIOS

PARA: ANGLO AMERICAN, BROOKFIELD, EMCCAMP, MRV, OAS E RACIONAL


Você sabia que há hoje no mundo em torno de 35,8 milhões de pessoas vivendo sob alguma forma de escravidão contemporânea? 

Hoje a Fundação Walk Free lança o Relatório Mundial da Escravidão 2014 (Global Slavery Index 2014)1, no qual é apresentado um ranking de 167 países, de acordo com o número estimado de pessoas em situação de escravidão.

Para o Brasil, o Relatório Mundial da Escravidão 2014 estima que 155,300 pessoas estão submetidas a alguma forma de escravidão. Em 2013, pela primeira vez, o número de pessoas resgatadas da escravidão no Brasil foi maior na área urbana do que no campo. A construção civil teve papel decisivo nesta mudança de cenário2.

No último ano, a fiscalização flagrou trabalho escravo em obras da Anglo American, Brookfield, Emccamp, OAS, MRV e Racional3. São necessárias medidas concretas por parte das empresas para acabar com a escravidão nos canteiros de obras. Como forma de prevenir novos casos de escravidão, pedimos que Anglo American, Brookfield, Emccamp, OAS, MRV e Racional assumam compromissos para garantir condições mínimas de dignidade, segurança e vida para os trabalhadores.

Ajude a pressionar estas empresas a assumirem tais compromissos. Se ainda não participou da campanha, ASSINE agora o abaixo-assinado e/ou espalhe a mensagem em baixo entre seus amigos.

Desde já, agradecemos sua colaboração.

Rede Um Grito pela Vida em apoio à Walk Free

Acesse: http://campaigns.walkfree.org/petitions/construtoras-parem-de-escravizar-operarios/?utm_source=Subscribers&utm_medium=email&utm_campaign=construtoras-parem-de-escravizar-operarios&utm_content=Civil-Construction_TAF_Chaser_pt-BR_Brazil_17Nov14&source=Civil-Construction_TAF_Chaser_pt-BR_Brazil_17Nov14&preferred_locale=pt-BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário