Mais notícias

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Ousadia para combater o tráfico humano, pede Rede Talitha Kum

 Matéria via Cidade do Vaticano (RV)


Vítima de tráfico de seres humanos resgatada após ser obrigada a se prostituir nos EUA - AP

“Penso em especial em muitas mulheres e homens e tantas crianças! É preciso fazer todo os esforço possível para debelar este crime e esta intolerável vergonha”: palavras de Francisco no Angelus do último domingo para recordar o Dia de oração e reflexão contra o tráfico de pessoas, celebrado neste dia 8 de fevereiro.
Para o Papa, trata-se de uma oportunidade para ajudar os novos ‘escravos’ de hoje a romper as pesadas correntes da exploração e se apropriarem de sua dignidade e liberdade. A Rádio Vaticano contatou a Irmã italiana Gabriella Bottani, coordenadora da Rede Internacional da Vida Consagrada contra o Tráfico de Pessoas – Talitha Kum. Em entrevista ao Programa Brasileiro, Ir. Gabriella, que morou dez anos no Brasil, fala das áreas geográficas que mais preocupam a Rede:
“Acredito que as regiões que mais continuam preocupando pelo aumento do tráfico são as regiões da Ásia, do Pacífico, e vem aumentando também as denúncias no contexto africano. Claro que não podemos esquecer também a América Latina e todos os continentes, mas acredito que essas regiões são aquelas que são mais marcadas pelo tráfico e são os maiores países de origem, junto com o Leste europeu.”
Papa no México
Na entrevista, Ir. Gabriella fala ainda da escolha do Papa Francisco em visitar, no México, um diocese de fronteira com os Estados Unidos, em que há denúncias de tráfico humano entre os migrantes:
“A escolha do México é um escolha estratégica importante, é um dos pontos em que se encontram muitos migrantes que sofrem, sobretudo da América Latina, e que encontram uma barreira no México que cria situações que vão favorecendo a exploração e o tráfico de pessoas. Acredito que esta escolha do Papa é muito importante, esperamos que também a vida religiosa possa ser fortalecida. Nós temos em programa para setembro de 2016 nosso primeiro curso formativo para organizar a rede também no México.”
Iniciativa
Ir, Gabriella apresenta a iniciativa de Talitha Kum para celebrar o dia 8 de fevereiro: trata-se de uma construção coletiva de uma imagem no site da Rede. “Construirmos juntos esta imagem tem um sentido simbólico, para ajudar a entender que temos que nos reencontrar, começar a ousar algo diferente.”
Clique aqui para acessar a reportagem completa. 
(BF)

Nenhum comentário:

Postar um comentário