Mais notícias

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

SIMPÓSIO “A GRAÇA DO CUIDADO NUM MUNDO SEM COMPAIXÃO”


 As Irmãs Franciscanas de São José celebrarão Jubileu de 150 anos da Fundação da Congregação, comemorado no dia 28 de outubro de 2017. Dentre a programação para este acontecimento Jubilar realizou-se, neste ano de 2016, um Simpósio sob o tema: “A Graça do Cuidado num mundo sem Compaixão”. 

Este evento aconteceu de 20 a 23 de outubro, no espaço muito especial do Hospital de Dermatologia São Roque, em Piraquara/PR, local considerado “muito sagrado” para a Congregação, pois aí se comemoram os 90 anos da chegada das primeiras Irmãs para a missão em terras brasileiras, a fim de dedicarem-se ao cuidado, dos chamados por elas, irmãos/as hansenianos/as. 

Além de vários conferencistas, contou-se também com a presença fraterna e alegre de Dom Francisco Carlos Bach, Bispo da Diocese de São José dos Pinhais – PR, no dia da abertura;  com a participação e compromisso profético de Dom Erwin, bispo do Pará, no dia 21 de outubro e de Dom José Antônio Peruzzo, Arcebispo Metropolitano de Curitiba, na Missa de Encerramento do evento. Foi muito marcante o seu testemunho de vida na homilia desta missa, ao reconhecer publicamente que teve a hanseníase e, sobretudo, como teve que fazer um processo profundo para se despir dos preconceitos que ele considerava não ter.
Foi também uma experiência intercongregacional, na qual houve espaço para compartilhar experiências de “cuidado e de compaixão”.  No dia 21, a Rede Um Grito pela vida teve seu espaço para colocar essa experiência de cuidado e compaixão com pessoas traficadas e migrantes com a participação da referência do Núcleo da Rede de Curitiba, Frei Luís Carlos Batista (Sacerdote Agostiniano) e Pe. Adler (religioso dos Padres Carlistas, do Haiti).
Segue a Conclamação do Simpósio, que encontra-se no facebock e no site da Congregação: www.franciscanasdesaojose.org.br [1]
Esse Simpósio foi para mim uma experiência inédita. Nele transbordou a Misericórdia, o “Cuidado e a Compaixão” feita vida no testemunho das irmãs e dos/as leigos/os Franciscanos/as da Misericórdia durante o Simpósio e na riqueza compartilhada a partir das diferentes frentes de missão, dos momentos de mística e troca de experiências. Percebeu-se ainda, na linha histórica desses 150 anos, uma trajetória que faz a diferença por ter a marca da Boa Nova do Reino expressada em gestos concretos de Misericórdia e Compaixão. Foi uma bênção poder participar deste espaço eclesial, intercongregacional e ecumênico.
Por Ir. Manuela Rodríguez Piñeres(OSR)
Núcleo da Rede Um Grito pela Vida-SP



[1] Alguns Parágrafos foram extraídos da Carta enviada aos/as participantes do Simpósio e do site das Irmãs Franciscanas de São José, também fotos: www.franciscanasdesaojose.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário